Search

O Dia fora do Tempo 25.07



Acontecendo sempre no dia 25 de julho, o Dia Fora do Tempo dos Maias é um dia para celebrar a paz e o perdão através da cultura da arte. É um “equivalente” ao Ano Novo no calendário gregoriano. Pois no Sincronário das 13 Luas dos Maias, o ano lunar tem 13 meses de 28 dias o que resulta em um período de 364 dias (13 × 28 = 364) + o Dia Fora do Tempo, que completa o giro espacial necessários para que se forme um ano inteiro de 365 dias.





O Dia Fora do Tempo está, como seu próprio nome diz, fora do tempo. Ele não está dentro de uma semana (Heptal de 7 dias) e nem dentro de uma Lua ou mes, de 28 dias. Ele está entre um ano e outro,agindo como um fator adicional na espiral da contagem do tempo.

Quando compreendemos a cíclicidade do tempo, tornamo-nos abertos ao tempo da natureza e à oportunidade que nos é oferecida todos os anos para reciclar, recomeçar, deixar ir; celebrar o tempo na forma de arte, pois, para os Maias a arte é a anunciação da paz e o perdão é a elevação da energia que este dia contém.

O Dia Fora do Tempo é um dia-pausa, um respiro para abrimos espaço dentro de nós para uma maior conexão do nosso ser com o todo que nos envolve. Encerrar quaisquer tipo de pendência, seja emocional, mental, espiritual, afetiva é o convite deste momento. Com isso, vibramos harmonia e paz dentro conectando ao início de um novo período a partir do dia 26.07 que é o (Dia 1 da Lua 1) no Sincronário das 13 Luas.


Sobre o Ano Novo:


Dia 1 da Lua 1 , Semente Elétrica Amarela, Kin 224

Ano de prestarmos um serviço a nós e ao planeta. Qual é o nosso serviço: Florescer. Entregar ao mundo o que temos de melhor: a nossa essência divina. Saber quem somos em essência, saber o que nos nutre, nossos dons, é um serviço ao despertar de toda a humanidade, eu desperto e o todo desperta comigo. A semente elétrica vem nos instigar em relação ao nosso estilo de vida: estamos vivendo uma vida em harmonia com a Terra e com os outros seres? Estamos cultivando um planeta mais saudável?

A semente é regida por Júpiter, portanto há uma expansão natural neste momento,uma animação, podemos utilizá-la para expandir a nossa mente e não idealizar otimistamente uma situação ou pessoa, mantendo o nosso próprio foco bastante claro, para não acreditar em nenhuma salvação, em nenhum “dono da verdade”, e em nenhum excesso de pessimismo mental. É crucial nos mantermos conscientes de que não somos vítimas de nada, pois somos nós que escolhemos plantar quem somos, colhendo nossos próprios frutos e abundância ou, nos enterrarmos em ilusões de falta, escassez e desnutrição.

A semente tem tudo o que precisa, não lhe falta nada, focalize suas intenções e aja com autoconfiança e autovalorização, contribuindo com o todo e fertilizando o planeta com uma atitude animada e livre perante a vida.



Essencial de todos saberem sobre o Calendario Maia:


O modo como os Maias, civilização pré-colombiana (250d.C a 900 d.C), regulava o tempo tinha a ver com os ciclos naturais do planeta. Eles entendiam que como seres biológicos, fomos criados para viver em harmonia com a natureza e seus ciclos, alimentando-nos do que a Terra fornece a cada momento e estando mais sintonizados a uma uma ordem sincrônica com o tempo. Os Maias criaram dezenas de sistemas de contagem capazes de medir ciclos astronômicos, um deles foi o Sincronário das 13 Luas que contém 13 meses de 28 dias, quatro semanas (heptais) perfeitas de 7 dias. Heptal vermelho - inicia / Heptal branco - refina / Heptal Azul - transforma / Heptal Amarelo - amadurece, exatamente como o ciclo da Lua, que regula o ritmo biológico humano anual do ciclo de fertilidade de 28 dias da mulher desde as plantas às marés oceânicas. O Sincronário de 13 Luas é uma ferramenta evolutiva para ajudar a humanidade no ato nunca antes realizado de unificar-se em um tema central para seu bem estar: o tempo






Atualmemte, em 1989 o autor e professor mexicano-americano, Dr. Jose Arguelles, que é o principal responsável pela atualização dos códigos do tempo Maias, revelou a partir de estudos aprofundados da cultura Maia, este modo natural de tempo através do Tzolkin que é uma matriz de tempo de 260 dias e que conta com 20 selos ou frequências de luz (solar) e 13 tons ou frequências de sombra (lunar), decodificados pelos Maias. Pelo Tzolkin, podemos nos guiar, sincronizar e navegar no tempo, observando qual é a energia que vibra a cada dia (kin) e assim podermos nos alinhar e sincronizar com o todo.


“A matriz Tzolkin é um Módulo Harmônico, uma “fita métrica” do tempo radial com múltiplas aplicações, algo análogo à tabela periódica dos elementos, mas pertencente à ordem sincrônica.” Jose Arguelles.





Em relação aos meus atendimentos, utilizo a astrologia dos Maias.


Utilizo os conhecimentos da Astrologia Maia junto aliados à matriz do Tzolkin onde posso identificar o Kin ou Assinatura Galáctica de cada pessoa e assim acessar a sua Carta Natal Maia que, com elegantes cálculos matemáticos, acessamos desde o seu Oráculo de Destino ao seu propósito de alma e muitos outros detalhes que constituem o nosso ser. Aprendemos sobre nós observando as energias que nos constituem e fazendo bom uso delas. A Astrologia Maia é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento e de auto-sincronização consigo próprio.

Como a astrologia convencional, também se pode ver ano a ano a Carta de Transição Solar, para que possamos conectar com as energias daquele ano específico.

Para mais detalhes e informações:


Carina Sehn, sutilizadora corporal e astróloga integrada.

Contato: @carinasutil | Whatsapp: 51 995088008

48 views0 comments

Recent Posts

See All